A pandemia e a importância da universalização da internet

A pandemia acelerou o processo da internet como importante ferramenta de acesso aos direitos políticos, econômicos e sociais pela população mundial.
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Vivemos em uma sociedade com relações muito complexas, com muitas nuances e, que podem variar diariamente, fato marcante desde o inicio da pandemia do coronavirus no mundo.

Práticas até então presentes e necessárias no cotidiano dos indivíduos precisaram ser alteradas e outras foram incorporadas na rotina do dia a dia.

Foto: Agência Brasil

Uma destas alterações, sem dúvida foi o papel da internet na vida dos sujeitos.

Consequentemente, o acesso à internet, até então, considerada muito importante, a partir da pandemia, se tornou fundamental para a vida social, em um momento que as pessoas precisaram ficar isoladas em casa.

Esse processo mostrou a complexidade das tecnologias digitais, e que, através dela, principalmente a internet, podemos desenvolver várias atividades:

  • Ter acesso às informações mundiais (com destaque para as relativas ao COVID-19) ;
  • Possibilita o desenvolvimento do teletrabalho;
  • Permite a educação à distância;
  • Ter acesso e relação afetiva e de trabalho com outras pessoas;
  • Promove a conexão com os aplicativos para a compra de refeições/alimentos, dentre outros exemplos.

Veja também: Como o COVID-19 está mudando o mundo

Veja também: Pandemia do Covid-19 coloca em risco a luta por igualdade de gênero


Segundo a UNESCO, a pandemia de COVID- 19 tem lembrado o mundo sobre a importância da internet como uma janela para a educação, o acesso à informação, saúde, cultura e a inúmeros outros aspectos da vida diária.

A ONU enfatiza o papel crucial da tecnologia digital no mundo durante e após a pandemia, e a responsabilidade coletiva de conectar quem não está conectado, proteger os vulneráveis e marginalizados e respeitar os direitos humanos na era digital.

Um fator negativo que é necessário destacar é o hiato digital provocado entre quem está online e offline. Esse processo ameaça se tornar a nova face da desigualdade, reforçando desvantagens sociais e econômicas (UNESCO).

Um fluxo livre de informações digitais para todos, e em todos os lugares, é uma questão de vida ou morte se as pessoas não puderem acessar informações essenciais de saúde – e informações confiáveis de forma mais ampla, salientou a agência das Nações Unidas.

Contudo, nas últimas semanas, tem se observado o aumento de tendências que restringem espaços para uma Internet aberta e livre, lembrou. À medida que surgem restrições online no mundo todo, a universalidade da Internet está em perigo.

A preocupação é que caso se mantenha o acesso desigual ou restrito do acesso à internet, aumentando a desigualdade social em seu sentido mais amplo.

Fonte: UNESCO

Deixe seu comentário:

redacao@sesonoticias.com.br

Sugestão de pauta

Assuntos Relacionados

Veja também

Siga nosso Telegram

Acompanhe notícias do Serviço Social de todo o Brasil.